MOOC de Neuropedagogia

Apresentação

O curso aberto de Neuropedagogia é uma iniciativa da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) para proporcionar acesso livre aos conhecimentos produzidos pelo meio acadêmico. O curso se constitui numa proposta de metodologia flexível. Os cursistas podem acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) conforme sua conveniência, coaprendendo entre pares, por meio da participação nos fóruns. O conteúdo está distribuído em múltiplos objetos de aprendizagem. Esta é mais uma empreitada da instituição no universo dos cursos abertos a distância Massive Open Online Course (MOOC).


Identificação

Nome do curso: Neuropedagogia

Modalidade: à distância
Carga horária: 60 horas
Duração: flexível
Área do conhecimento: Psicologia e Educação
Público alvo: estudantes universitários, professores, profissionais do setor público e privado, comunidade em geral.
Entidade promotora: Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)
Desenvolvimento: Núcleo de Tecnologias para Educação da UEMA (UEMANET)


Objetivos

Geral: 

- Contribuir para um melhor conhecimento, ajudados pelas novas pesquisas em Neurociências, daquilo que nós humanos temos de mais precioso e que utilizamos desde nosso nascimento que são nosso cérebro e nossa capacidade para aprender.
Específicos:
Adquirir conhecimentos sobre as neurociências.
- Descobrir os mecanismos do funcionamento do cérebro.
- Refletir sobre o papel das neurociências na aprendizagem.
- Conhecer alguns elementos de base que compõem a dinâmica do funcionamento cerebral.
- Identificar nossas capacidades, nossas possibilidades e nossas conexões para sermos capazes de desenvolvê-las melhor.
- Articular os elementos da dinâmica do cérebro e os recursos para uma aprendizagem eficiente.
- Compartilhar uma reflexão em torno do conceito de aprendizagem.
- Compreender o significado daquilo que chamamos de “informação”.
- Ressaltar o impacto dos avanços tecnológicos em nossa vida cognitiva.


Programa do Curso

UNIDADE I: ORIGEM E HISTÓRICO DA NEUROPEDAGOGIA

- Neurociências e neurocientistas
- Pesquisas e Descobertas em Neurociências
- Origem do conceito de neuropedagogia
- Por que neuropedagogia?
- A neuropedagogia atualmente: a batalha entre conceitos
UNIDADE II: NOSSO CÉREBRO HOJE
- O Cérebro um sistema de conexão: o papel do corpo caloso
- Componentes de base: Os dois hemisférios
- Alguns elementos da nossa vida cerebral: neurônios, sinapses, células da glia, neurotransmissores, impulso nervoso...
- Outros elementos da nossa vida cerebral: amídala, cerebelo, córtex, hipocampo, hipotálamo, tálamo...
- Exigências físicas do cérebro: movimento, oxigênio e alimentação
- Nossas capacidades, conceitos-chave: potencialidade, conectividade eplasticidade

UNIDADE IIIRUMO A UMA NEUROAPRENDIZAGEM
- Problemas a serem resolvidos:

- Como aprendemos hoje?
- O que é “informação”?
- Como utilizar as novas tecnologias?
- Colocando em perspectiva

Metodologia

O acesso ao curso será feito através de um rápido cadastro e a criação de um perfil para o Ambiente Virtual de Aprendizagem, onde todo material estará disponibilizado.

Os conteúdos a serem estudados de forma livre pelo cursista estarão disponíveis em forma de caderno de estudos, videoaulas, slides das informações apresentadas nas videoaulas, PodCasts e material complementar (vídeos e textos considerados relevantes para os estudos do cursista).
Para promover o aprofundamento das discussões, os cursistas terão fóruns de discussão à disposição no ambiente virtual. Neles, serão discutidos os conteúdos disponibilizados, além da troca de informações e conhecimentos.


Processo de Avaliação

O curso prioriza a autoavaliação pelo participante, uma vez que oportuniza o esforço de aprendizagem autônoma. Ao mesmo tempo, a interação aluno-aluno é valorizada, favorecendo a troca de conhecimentos e experiências.

A partir dos estudos desenvolvidos no ambiente, o cursista poderá comprovar os seus conhecimentos respondendo a um questionário com questões objetivas propostas para o curso. Os questionários estão identificados como “Prova” na página inicial do curso. Caso seja aprovado, o participante terá direito a emitir um certificado de conclusão de curso. Para conseguir a aprovação, o participante deve obter no mínimo 75% (setenta e cinco por cento) de aproveitamento.
Não haverá atribuição de qualquer tipo de nota ou conceito. O resultado será dado imediatamente ao participante na própria plataforma. O participante não receberá informações acerca do seu desempenho por parte da UEMA via mensagem, e-mail ou qualquer outro meio de comunicação.

Certificação

O processo de certificação se dará pelo registro do progresso do cursista no que tange ao acesso aos objetos de aprendizagem (Cadernos de Estudos e Videoaulas), bem como a obtenção de 75% (setenta e cinco por cento) de aproveitamento ao responder a prova, que é um questionário com 08 (oito) questões objetivas. Ao cumprir estes pré-requisitos, o participante terá direito a emitir o certificado de conclusão de curso.

Atenção: antes de emitir o certificado, verifique se seu nome está completo no perfil de participante. O documento será emitido com o nome que você cadastrou no momento em que se inscreveu na plataforma dos MOOCs da UEMA. Caso precise corrigir isso, clique no link com seu nome no canto superior da tela, em seguida clique em “Perfil” e depois selecione o link “Modificar Perfil”. Complete seu nome, role a tela até o final e clique no botão “Atualizar perfil”.
Diante disso, o cursista poderá emitir um certificado online de conclusão de curso, que possui o aval da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, Brasil. O certificado será disponibilizado em link específico para o participante, que poderá imprimir o documento, conforme sua conveniência. A universidade não envia o certificado ao participante por nenhum meio digital (e-mail, celular, etc.) ou físico (correio). O ato de emitir o certificado é responsabilidade do participante.

*Esta é uma foto modelo do nosso certificado:


  • O cursista poderá emitir um certificado online de conclusão de curso, que possui o aval da Universidade Estadual do Maranhão.
  • Nele constam apenas dados como: Nome do participante, CNPJ, carga horária, conteúdo programático do curso, código para fins de autenticação e assinatura dos responsáveis pelos departamentos, devidamente carimbados.
  • Não há atribuição de qualquer tipo de nota ou conceito.
  • É necessário atualizar o nome corretamente antes de gerar o certificado. Uma vez gerado você não poderá alterar o nome impresso.


Referências

BÁSICA

ABI-RACHED, Joelle; ROSE, Nikolas. Historiciser les neurosciences (Historiar as neurociências), 2014.
APRESENTAÇÃO. Produção de: Mara Welferinger. Direção de: José Bayma Serra. São Luís. UEMAnet, 2018. 1videoaula.
AMEISEN, Jean Claude. Sur les épaules de Darwin (Sobre os ombros de Darwin), Ed. LLL, 2014.
A MEDULA Espinhal. Disponível em :<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Corpo/sistemanervoso2.php>. Acesso em: 17  nov. 2017.
BERTHOZ, Alain. Conferência no Collège de France, Fevereiro 2010.
BERTHOZ, Alain. Le sens du mouvement (O sentido do movimento), Ed. OdileJacob, 2015.
BRUER, John T. Tout est-il joué avant 3 ans? (Tudo já está determinado antes dos 3 anos ?), Ed. Odile Jacob, 2002.
BOURBONNAIS, Gilles. Extrait de « Neurophysologie », Université de Laval,Canada, sur la communication nerveuse; Disponível em :<http://www.jpboseret.eu/biologie/index.php/systeme/systeme-nerveux/27-communication-nerveuse>. Acesso em : 17 nov. 2017.Disponível em:<http://www.patrickjjdaganaud.com/6INEE%20CATASTROPHES/FORMATIONINTERVENTION/NEUROSCIENCES/chap5.-neurophysiologie-pdf.pdf>. Acesso em : 17  nov. 2017.
BOUTILLIER, Bertrand ; OUTREQUIN,Gérard. Neuro-Anatomie Fonctionnelle : Disponível em: <http://www.anatomie-humaine.com/Le-Cervelet.html>. Acesso em: 17 nov. 2017.
CNRS, dossier d’actualité veille et analyses n° 80. Setembro, Neurosciences etéducation : la bataille des cerveaux (a batalha dos cérebros).
CHAIGUEROVA, Ludmila; ZINCHENKO, Yure; YVON, Fréderic. « Vygotsky,une théorie du développement et de l’éducation (Vygotsky, uma teoria dodesenvolvimento e da educação), MGU, 2011. Disponível em:<http://www.unige.ch/fapse/leforcas/files/9214/2608/9943/Vygotsky_1-428.pdf>. Acesso em: 17  nov. 2017.
CYRULNIK, Boris. in Né pour découvrir (Nascemos para descobrir) da série defilmes Né pour apprendre, d’Hélène Trocmé-Fabre, 1995.
DEHAENE, Stanisla. Le Code de La Conscience (O Código da Consciência), Ed. Odile Jacob, 2014.
DORNAC, Jean. O mundo, segundo Albert Jacquard, (Conferência em Vanosc-Ardêche, Jun 2004). Disponível em:<http://www.ethologie.info/revue/spip.php?article15>. Acesso em: 17  nov. 2017.
DUBUC, Bruno. Disponível em: <http://lecerveau.mcgill.ca/flash/i/i_07/i_07_cl/i_07_cl_tra/i_07_cl_tra.html>. Acesso em: 17  nov. 2017.
DUBUC, Bruno. Disponível em: <http://lecerveau.mcgill.ca/flash/d/d_01/d_01_cr/d_01_cr_ana/d_01_cr_ana.html>. Acesso em: 17  nov. 2017.
EDELMAN, Geral. Biologie de La Conscience (Biologia da Consciência), Ed. Odile Jacob, 1992.
ENDERS, Giulia. “Le charme discret de l’intestin” (O charme discreto do Instestino),Ed. Actes Sud, 2016.
FOURNIER, Martine. Jean Piaget et l’intelligence de l’enfant (Jean Piaget e ainteligência da criança). Disponível em: <http://lewebpedagogique.com/paumier/wp-content/blogs.dir/228/files/piaget.pdf>. Acesso em: 17  nov. 2017.
GASPAR, Eric . Explose ton score au collège. Le cerveau et ses astuces… Réussirc’est facile ! Belin, 2015.
GAZZANIGA, Michaël. Le cerveau social (O cérebro social), Ed. Robert Laffont,1987.
GERBAULT, Alain. Seul à travers l’Atlantique (Só através do Atlântico), Ed. La Dé couvrance, 2014.
GODAUX, Émile .Cent milliards de neurones (Cem bilhões de neurônios), Ed. Labor,1990.
GODAUX, Emile. Cent milliards de neurones, Ed. Labor, 1990. Documents/Cent_milliards_de_neurones.pdf. Disponível em:<https://portail.umons.ac.be/FR/universite/facultes/fmp/services/neurosci/>. Acesso em: 10 nov. 2017.
GOLEMAN, Daniel.  L’intelligence émotionnelle, comment transformer ses émotionsen intelligence, Ed. Robert Laffont, 1999. Disponível em:<http://www.des-livres-pour-changer-de-vie.fr/lintelligence-emotionnelle/>. Acesso em: 17 nov. 2017.
HIPOTÁLAMO. Disponível em :<http://www.todabiologia.com/anatomia/hipotalamo.htm>. Acesso em : 17 nov. 2017.
JACQUARD, Albert . Construire une civilisation terrienne (Construir uma civilização terrestre), Ed. Fides, 1995.
LEHOUCQ. Roland . La propagation de l’influx nerveux (A propagação do impulso nervoso), Pour la Science, 2002. Disponível em :<http://www.pourlascience.fr/ewb_pages/a/article-la-propagation-de-l influxnerveux-27713.php>. Acesso em: 17 nov. 2017.
LUPASCO , Stéphane. L’énergie et la matière vivante (A energia e a matéria viva),Paris, Ed. du Rocher, 1987.
LURIA,  Alexandre.(1973); EPSTEIN (1978), citados por Trocmé-Fabre, Op.Cit.2002.
LURIA,  Alexandre.  L’homme dont le monde volait en éclats (O homem cujo o mundo se fragmentava), Ed. Seuil, 1995.
______________.Le Langage du Vivant (A Linguagem do Vivente), Ed.HDiffusion, 2013.
_____________.Réinventer le métier d’apprendre (Reinventar o Ofício deAprender), Ed. d’Organisation, 1999.
MENDOZA, Jean-Louis Juan de. Deux hémisphères, un cerveau (Dois hemisférios,um cérebro), Ed. Flammarion, 1998.
NOSSO cérebro – parte1. Produção de: Mara Welferinger. Direção de: José Bayma Serra. São Luís. UEMAnet, 2018. 1videoaula.
NOSSO cérebro – parte2. Produção de: Mara Welferinger. Direção de: José Bayma Serra. São Luís. UEMAnet, 2018. 1videoaula.
ORIGEM e histórico da neuropedagogia. Produção de: Mara Welferinger. Direção de: José Bayma Serra. São Luís. UEMAnet, 2018. 1videoaula.
PISAR, Samuel. La Ressource Humaine (O recurso humano), Ed. Hachette, 1983.
RAPPORT DE l’OCDE de 2007 sur la neuroéducation (Relatório da OCDE sobre aneuroeducação, 2007.
RUMO a neuroaprendizagem- parte 1. Produção de: Mara Welferinger. Direção de: José Bayma Serra. São Luís. UEMAnet, 2018. 1videoaula.
RUMO a neuroaprendizagem- parte 2. Produção de: Mara Welferinger. Direção de: José Bayma Serra. São Luís. UEMAnet, 2018. 1videoaula.
SABBATINI, Renato M.E. Neurônios e sinapses (A história de sua descoberta). Disponível em:<http://www.cerebromente.org.br/n17/history/neurons1_p.htm>. Acesso em: 10 nov. 2017.
SACKS, Oliver. L’Oeil de l’esprit (O Ôlho do Espírito), Ed. duSeuil, 2012.
SCHLANGER,Jacques. Solitude du penseur de fond (Solidão de um filósofo), Ed. Critérium, 1990.
SISTEMA Nervoso. Disponível em :https://www.todamateria.com.br/sistema-nervoso/. Acesso em: 17  nov. 2017.
SPERRY, Roger; GAZZANIGA, Michaël. Citados por Justine Sergent. Disponível em:<http://www.ipubli.inserm.fr/bitstream/handle/10608/3906/MS_1989_10_746.pdf?sequence=1>. Acesso em: 17 nov. 2017.
TOKUHAMA-ESPINOSA, Tracey. A Brief History of the science of learning: Part2. Disponívelem:<http://traceytokuhama.com/index.php?option=com_tz_portfolio&view=article&id=226:a-brief-history-of-the-science-of-learning-part-2&catid=24&Itemid=336>. Acesso em: 17  nov. 2017.
TRANSMISSÃO do impulso nervoso. Disponível em: http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Histologia/epitelio29.php. Acesso em: 17 nov. 2017.
TROCMÉ-FABRE, Hélène. J’apprends, donc je suis (Aprendo, logo existo), Ed.d’Organisation, 2002.
TROCMÉ-FABRE,Hélène. J’apprends, donc je suis (Aprendo, logo existo), Ed.d’Organisation, 2002; Apprendre aujourd’hui (Aprender hoje), Ed. Être et Connaître, 1994 ; Réinventer le métier d’apprendre (Reinventar o Ofício de aprender), Ed.d’Organisation, 1999.
UNIVERSITY OF WASHINGTON, Society for neuroscience. Disponível em:<http://braincanada.ca/files/Fiche_informations_FR.pdf>. Disponível em:<https://scholar.harvard.edu/files/jabirached/files/abirached_rose_chap2_-_moutaud_chamak.pdf>. Acesso em: 17 nov. 2017.
VERGNAUD, Gérard. Lev Vygotsky: pédagogue et penseur de notre temps (LevVygotsky: pedagogo e pensador de nosso tempo), Ed. Hachette Education, 2000,Paris.
VINCENT,Jean Didier . Biologie des Passions (Biologia das paixões), 1986.
WELFERINGER, Mara Rúbia Ribeiro. Neuropedagogia. São Luís : UEMAnet, 2017.


Última atualização: segunda, 12 Nov 2018, 15:09